Image

Atletismo

O voo ensurdecedor de Thiago Braz
16/8/2016

O voo ensurdecedor de Thiago Braz

Um segundo e vinte e dois centésimos. Tempo necessário para transformar Thiago Braz em herói olímpico.

Usain Bolt e o perfeito controle do corpo
15/8/2016

Usain Bolt e o perfeito controle do corpo

Usain Bolt, paralisado, mostra o que lhe dá um caráter mítico: o perfeito controle do corpo.

Os 30+ Olímpicos: 2° Jesse Owens
3/8/2016

Os 30+ Olímpicos: 2° Jesse Owens

Jesse Owens não venceu apenas seus rivais ao conquistar quatro ouros em Berlim-1936. Derrotou também a teoria racista de Adolf Hitler.

Os 30+ Olímpicos: 4° Usain Bolt
1/8/2016

Os 30+ Olímpicos: 4° Usain Bolt

Nunca houve numa pista de atletismo um velocista sequer parecido com Usain Bolt, bicampeão dos 100 m, 200 m e revezamento 4 x 100 m rasos.

Os 30+ Olímpicos: 7° Carl Lewis
29/7/2016

Os 30+ Olímpicos: 7° Carl Lewis

Carl Lewis é provavelmente o maior esportista do atletismo e o único a ter defendido com sucesso o título olímpico do salto em distância.

Os 30+ Olímpicos: 8° Abebe Bikila
28/7/2016

Os 30+ Olímpicos: 8° Abebe Bikila

Abebe Bikila foi o primeiro negro africano a conquistar um ouro olímpico e o primeiro a vencer duas maratonas – uma as correndo descalço.

Os 30+ Olímpicos: 10° Paavo Nurmi
26/7/2016

Os 30+ Olímpicos: 10° Paavo Nurmi

Atleta versátil, o fundista Paavo Nurmi conquistou 12 medalhas olímpicas em 12 provas disputadas e chegou a obter 121 vitórias consecutivas.

Os 30+ Olímpicos: 11° Emil Zatopek
25/7/2016

Os 30+ Olímpicos: 11° Emil Zatopek

Emil Zatopek, conhecido como A Locomotiva Humana, venceu os 5.000 m, 10.000 m e a maratona dos Jogos Olímpicos de 1952, em Helsinque.

Os 30+ Olímpicos: 16ª Fanny Blankers-Koen
20/7/2016

Os 30+ Olímpicos: 16ª Fanny Blankers-Koen

Atleta completa, Fanny Blankers-Koen foi fenomenal em provas de velocidade, com barreiras e nos saltos em altura e em distância.

Os 30+ Olímpicos: 17° Adhemar Ferreira da Silva
19/7/2016

Os 30+ Olímpicos: 17° Adhemar Ferreira da Silva

Adhemar Ferreira da Silva foi recordista mundial do salto triplo e primeiro brasileiro bicampeão olímpico, feito só igualado 48 anos depois.

Topo